sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Até quando?


A cerca de 7 anos atrás eu e mais 3 amigos resolvemos começar a pesquisar e, claro, tomar cervejas diferentes da que estavam disponíveis no mercado. Por meio de outras pessoas começamos a ter acesso a cervejas importadas. Foi uma maravilhosa descoberta. Vimos que a cerveja era muito mais do que um coisa a ser tomada estupidamente gelada. Era pra ser apreciada.

Para dividir essas experiências criamos o Clubier. Que nasceu primeiramente como um blog com dicas de fabricação, dai foi para curiosidades até chegarmos ao HamonizaSOM. Esse último nos deu mais repercussão. Começamos a ser reconhecidos pela combinação de cervejas e músicas. Convidamos cervejeiros e cervejarias para darem dicas e participarem dessa brincadeira. Muita gente participou, nos procurou para dar suas sugestões foi um período bem legal. Criamos camisetas coom a “Eu amo cerveja artesanal”, Happy New Bier , rota cervejeira e a homenagem aso Ramones.

Mas logo em seguida, conhecemos o outro lado da tampinha. De uns tempos para cá, vimos um mercado que parecia unido e determinado a fazer diferença, tomar outra forma. Começaram criticar sem dó nem piedade as pessoas que, por gosto ou por falta de conhecimento, ainda preferem as cervejas chamadas “comercias” (como se as artesanais também não tivessem como objetivo vender). Começaram segregar ao invés de agregar a cultura cervejeira. A turma que era unida, deixou de ser. Passaram por cima de tudo apenas por interesse comercial ou até mesmo por ego.

Enfim o mercado mudou. Não veja mais a união que existia no começo. Está mais para, cada um faz o seu. O espírito de camaradagem foi acabando. Arrisco dizer que até mesmo a ética foi deixada de lado. Enfim, não sei até quando isso vai e onde irá levar o nosso mercado que hoje, por opção, preferi virar um mero bebedor de cerveja. Pra mima cerveja sempre foi e sempre será um hobby, um prazer. Jamais deixarei que isso se torne algo chato e desagradável com algumas pessoas tem tentado deixar por ai. Enfim, é apenas a minha opinião.

Saúde!

Sulivan

3 comentários:

Anônimo disse...

Concordo contigo,mas voltem logo com o harmonizaSom, por favor!
Abraços
Alcemir

Sulivan disse...

Aclemir,
estamos voltando com tudo agora. pode voltar a nos acompanhar. Tambem temos um fanpage no facebook, confere la:https://www.facebook.com/clubier

Abs

Casa do Eliézer disse...

Caro Sulivan.
Sou um cervejeiro caseiro querendo se profissionalizar e infelizmente tenho que concordar com o que você escreveu. Ao meu ver existe uma ideia errada entre os cervejeiros caseiros de achar que só o que eles fazem é cerveja de verdade.
Já vi diretor de Acerva escrever que acha errado a existência dos cursos de Beer Sommleiers pois isso faz com que "qualquer um se torne um entendido em cerveja".
E entre os cervejeiros artesanais existe a cultura do grande satã (grandes cervejarias) e que todos os outros cervejeiros artesanais são seus concorrentes. Eles não conseguem entender que quanto mais cervejas artesanais tiver no mercado, melhor será para seu negócio, pois o consumidor deste tipo de cerveja é completamente diferente dos consumidores de cervejas "comuns".
O consumidor de cervejas especiais não é fiel a uma marca como o "Brahmeiro", esse consumidor quer experimentar a maior variedade possível de rótulos.
Seria muito bom que você não desistisse do trabalho q vem desenvolvendo, a mediocridade não pode prevalecer.
Abraços.
Flávio Isaac